Limitações do método Analítico - Sintético 

          Como atrás ficou referido, verifiquei algumas limitações na aplicação do referido método.

     1º- Os passos globais são muito breves, não chegando os alunos a globalizar as palavras por se passar imediatamente à sua análise. Os alunos não treinam suficientemente os exercícios de globalização. Passam logo a trabalhar letra a letra;

    2º- Não trabalha a frase suficientemente cedo;

    3º- Na prática, acaba por ser muito mais sintético que analítico, porque o grande trabalho é formar logo palavras novas com as letras da palavra base. Usa muito o abecedário logo de início. Resulta numa leitura muito soletrante;

   4º-  Não cria autonomia nos alunos, no sentido de, por eles, fazerem descobertas. Está sempre e a todo o momento dependente do professor;

   5º-  Torna-se excessivamente expositivo;

   6º- Não se baseia em material didáctico interessante e versátil.    

               2º A escolha recaiu nas seguintes 23 palavras: ave, bota, cola, doca, elo, foca, gato, hiena, ilha, janela, lua, mola, nota, opa, pato, quilo, rato, sino, toca, uva, vela, xale e zé.

               3º Todas as palavras deveriam aparecer manuscritas e maquinuscritas (imprensa) em cartões (letras móveis) e sempre aliadas à figura a que se referem, constituindo cada palavra um conjunto de três cartões, um com a palavra manuscrita, outro com a palavra maquinuscrita e o que ficaria no meio com a imagem desenhada, sendo que os três se ligariam em sistema de puzzle e podendo ser retirado o do meio (o da figura), encaixando assim  o da palavra manuscrita com o da palavra maquinuscrita. Isto para dar a possibilidade de usar primeiro, os três cartões, mas depois de retirar a imagem, complicando a identificação das palavras, uma com a outra. O recorte dos três cartões que constituem o estudo de cada palavra é totalmente diferente dos recortes das outras 22 palavras.

             4º As 23 palavras seriam agrupadas de modo a constituirem unidades que seriam depois apresentadas segundo uma ordem crescente de dificuldades, e esses agrupamentos seriam feitos duma determinada maneira, se destinados à fase da globalização, e duma outra maneira se destinados à fase da análise/síntese.

            5º Os cartões das palavras maquinuscritas e com sílabas iguais seriam marcados com um traço muito leve a separar as sílabas de modo a ser possível separá-las e a usá-las em palavras diferentes.

            6º Para a fase da análise/síntese usar-se-ão as mesmas imagens e as mesmas palavras só que escritas cada uma em sua folha A4, constituindo cada letra uma unidade com recorte próprio para encaixe do puzzle.

voltar ao índice